Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Sugestão Culinária #3

por FOS, em 28.03.14

Onde comer em Londres!!!    

 

Londres, com as suas atrações turísticas, Big Ben, Rainha Elizabeth e a Troca de Guarda, ninguém se lembra de procurar  um bom guia de restaurantes para provar o melhor da comida inglesa. Os pratos típicos ingleses vão desde o típico e tradicional Fish and Chips a curiosos pratos onde várias culturas se encontram em uma mesma cozinha. Assim que, de viagem a Londres,  trazemos um pequeno guia dos melhores restaurantes de Londres para uma viagem de férias.

 

 

1 – Autêntico Fish and Chips inglês

 

Para quem quer provar a típica culinária inglesa, imperdível é o tradicional prato de fish and chips, peixe com batata frita. E para isso, recomenda-se um dos mais premiados restaurantes de Fish and Chips de Londres, o Poppies em Spitalfieds ou em Camden.

 

2 – Comida saudável e divertida

 

 

Para os que querem viajar e ainda assim seguir uma dieta saudável, não tem porque se preocupar. O Pret A Manger usa alimentos naturais para preparar pratos divertidos, com criatividade, em opções vegetarianas, de sushi, sopas, saladas e carnes.

 

3 – Café da manhã inglês reforçado

 

                                                                                                                                                                                                                                       

O The Breakfast Club serve desde o típico café da manhã inglês com panquecas e ovos Benedict, torradas, bacon, feijão, cogumelos… Até mingaus e saladas de frutas para os mais lights. Vale a pena conferir o site do The Breakfast Club, com um divertido design de jogos Atari, onde vai encontrar e onde estão todas as lojas e o cardápio completo.

 

 

 

4 – Comida inglesa de mercado

 

 

Qual o melhor lugar para provar a verdadeira comida típica da Inglaterra se não em um tradicional mercado londrino!? Uma mistura de sabores, algumas com influência indiana, outras típicas rurais… Esses deliciosos pratos podem ser encontrados no Broadway Market aos sábados e no Borough Market.

 

 

 

5 – Pasta, pizza e grelhados

 

 O Bella Itália é uma boa opção para pizzas, pastas e grelhados. A vantagem desse restaurante londrino, além do preço acessível, é que possui cerca de 14 restaurantes pela cidade, o que faz ser rápida a sua escolha na hora de chegar a fome. Pode ver promoções e o cardápio.

 

 

 

 

 

Pratos típicos de Londres!!!  

 

Prepare a mala e o paladar para provar os deliciosos pratos ingleses, desde os mais típicos e tradicionais, até os mais curiosos e originais. Vale a pena preparar um pequeno guia gastronômico para não perder o melhor da comida de Londres, que nem sempre significa ir a restaurantes caros e sofisticados. E pode tentar preparar você mesmo um prato inglês, recomendamos que se hospede com Localnomad, onde terá a sua disposição um apartamento completo com cozinha equipada, para uma possivel viagem a Londres. Bom apetite!

10 pratos típicos ingleses de Londres!!!                                

    

Entre grandes casas de campo e albergues ao longo da estrada, um passeio pela velha Inglaterra faz do Reino Unido um destino preferido para tradições. Para gourmets, no entanto, além de algumas opções de cervejas pálidas e sem graça, podemos esperar o melhor da alta cozinha, resumidos aqui em 10 típicos pratos da gastronomia inglesa. A qualidade dos produtos levou a uma nova geração de líderes jovens que agora tiram o máximo proveito de deliciosos produtos locais. Esta mudança na abordagem da culinária inglesa resulta saborosa, fresca e tradicional. Uma homenagem à revolução da culinária britânica que propomos pratos em suas versões originais que podem ser degustadas nos restaurantes e gastropubs de moda em Londres.

 

1. Welsh rarebit

Prato eminentemente saboroso, essa versão chique do queijo com torrada consiste de Cheddar ou Stilton ralado e um molho feito de mostarda e cerveja. Ainda sobre a torrada, coloca-se um ovo frito e dourado ao forno.

(Onde encontrá-lo em Londres: The Wolseley em Piccadilly, 160.)

 

 

 

 

2. Wellington Beef

Este filé de carne envolto em massa é o equivalente do filet de bœuf en croûte francês, além de contar com uma    pitada saborosa de patriotismo Inglês, com o nome rebatizado após a vitória de Wellington sobre Napoleão em Waterloo em 1815.

(Onde encontrá-lo em Londres: Rules em Maiden Lane,35 no Covent Garden.)

 

 

 

3. Sunday roast and Yorkshire pudding

Este é um assado clássico de carne ou cordeiro, servido com um pudim de Yorkshire, perfeito para deixar o prato leve e absorver o caldo da carne.

(Onde encontrá-lo em Londres: Simpson’s-in-the-Stranf em Strand, 100.)

  

 

4. Fish and chips

Servido com uma rodela de limão, o fish and chips (peixe e batata frita) são inseperáveis e super crocantes.

(Onde encontrá-lo em Londres: Brady’s na Old York Road, 513.)

   

  

5. Chicken Tikka Massala

O prato mais popular de toda a Inglaterra, segundo a lenda, poderia ter sido inventado  num restaurante indiano em Glasgow na Escócia. O prato consiste em frango (tikka) e especiarias (massala) preparados como um ensopado. Acredita?

(Onde encontrá-lo em Londres: em qualquer restaurante indiano de Brick Lane no East London.)

 

 

6. Kedgeree

Um prato anglo-indiano delicioso feito de arroz basmati misturado com pedaços de haddock defumado, espécies de curry e ovos cozidos. Este é o prato é perfeito para um brunch de domingo em Londres.

(Onde encontrá-lo em Londres: Albion Café em Boundary Street, 2 no Shoreditch.)

 

 

7. Steak and kidney pie

Famosa torta feita com o melhor do Reino Unido, bife e rim. Ideal para degustar num típico pub inglês e uma boa cerveja!

(Onde encontrá-lo em Londres: The Windmill em Mill Street, 6-8 em Mayfair.)

 

 

 

8. Haggis, neeps and tatties

O Scottish é um prato nacional, que consiste essencialmente de uma mistura de vísceras fervidas durante 3 horas   dentro de um estômago de carneiro com aveia e farelo. Não se preocupe, o gosto é melhor do que parece! Servido com nabos e batatas.

(Onde encontrá-lo em Londres: Canton Arms em South Lambeth Road, 177.)

 

 

9. Stilton and Walnut Pie 

Com cerca de 4 milhões de pessoas que não comem carne, o Reino Unido oferece a melhor comida vegetariana. A combinação de torta de nozes e queijo Azul Inglês é simplesmente divino.

(Onde encontrá-lo em Londres: Vanilla Black em Tooks Court 17-18.)

 

 

10. Lancashire Hotspot

Um dos pratos mais famosos do norte da Inglaterra, que consiste em porções generosas de cordeiro coberto com fatias de batata, cozidas a fogo baixo durante todo o dia. Para descobrir este prato procure uma rota  do norte!

(Onde encontrá-lo em Londres: The Three Fishes em Mitton, Lancashire.)

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas do Blog:

publicado às 23:42


As aulas da FOS #8 - Inglês

por FOS, em 26.03.14
A disciplina de Inglês foi uma das primeiras a integrar o portfólio da FOS, com a professora Deolinda.
Nestas aulas os alunos têm muitas vezes o primeiro contacto com uma língua estrangeira, e aprendem as bases sólidas para conseguirem entender uma conversação. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas do Blog:

publicado às 17:30

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
 
 
 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:40


Dica da Semana #3

por FOS, em 21.03.14

 

Dicas para poupar dinheiro!

 

 

 

 

 

Se o dinheiro está caro, há que começar a poupá-lo! Seja para eliminar todas as suas dívidas, criar um fundo de maneio ou simplesmente equilibrar as suas finanças pessoais, existem muitos truques para poupar dinheiro. Fáceis de implementar e com resultados surpreendentes, no final de cada mês a sua conta bancária vai finalmente fazer-lhe sorrir!

 

  • Registe todas as despesas. Pode parecer entediante, mas esta é a forma ideal para descobrir se está a gastar dinheiro desnecessariamente, ou seja, onde e como pode poupar! Durante um mês, guarde os talões de tudo aquilo que comprar ou consumir, anotando numa folha outros gastos para os quais não tenha talão (renda, hipoteca, créditos, contas água, luz, gás…). No final do mês, quando verificar que gastou €300 a jantar fora e €150 em calçado, já sabe o que tem de fazer: chama-se inteligência financeira! Repita o processo até “afinar” as suas contas. Uma vez iniciado, provavelmente vai manter este controle de despesas porque vai permitir que vigie de perto o seu orçamento e saber quando pode mimar-se com um pequeno luxo e quando tem de “apertar o cinto”!

 

  • Tome o pequeno-almoço em casa. Mais simples é impossível. Se pensar no valor que gasta diariamente no seu croissant com fiambre e meia de leite directa e multiplicá-lo pelos cinco dias da semana e depois pelas quatro semanas do mês, se calhar terá o montante certo para pagar a conta da electricidade ou para adquirir os lençóis novos que tanto precisava!

 

  • E quem diz pequeno-almoço, diz almoço e lanche! Se pode ir almoçar a casa, então vá! Se não, porque não levar o seu almoço de casa – uma boa sanduíche, um iogurte e fruta ou então um Tupperware com os restos do jantar para aquecer no microondas do escritório! Tenha sempre consigo bolachas e fruta para um lanche saudável e económico! Mesmo que não o faça diariamente, quando começar a aperceber-se da quantidade de dinheiro que pode poupar, vai certamente render-se!

 

  • Resista à tentação de comer constantemente fora: em alternativa vá almoçar ao parque da cidade e leve um piquenique; ou da próxima vez que marcar um jantar de amigos, faça-o em casa e peça a cada um para trazer um salgado, um doce ou uma garrafa de vinho.

 

  • Não deite comida fora! O que sobrar do jantar pode perfeitamente servir de almoço ou então ser reaproveitado na noite seguinte: desfaça o que restou do frango de churrasco, junte-lhe legumes e faça uma quiche deliciosa ou então aproveite as sobras de uma salada russa para servir de acompanhamento a um bife grelhado. Se quiser, pode ainda ir mais longe na cozinha: confeccionar o seu próprio pão e pizza; aprender a fazer compotas; comprar recipientes próprios para fazer gelados, enchendo-os com iogurte ou sumo de fruta para uma sobremesa refrescante; plantar alguns vasos com ervas aromáticas.

 

  • Aproveite os cupões e talões que muitos supermercados e hipermercados oferecem aos seus clientes, mas tenha cuidado para adquirir apenas aqueles produtos que habitualmente compra ou que têm real utilidade para si. Ainda no mesmo âmbito, esteja atenta à publicidade que recebe na sua caixa de correio para poder aproveitar promoções vantajosas. E aproveitar as promoções significa comprar em grandes quantidades, especialmente se forem coisas que não se estragam – detergente para a máquina da roupa, papel higiénico – ou que têm um prazo de validade extenso – arroz, massa, leite. Evite comprar alimentos (garrafas de água ou chocolates, por exemplo) nas máquinas automáticas, nos cafés ou nas estações de serviço – são os locais com os preços mais elevados!

 

  • Quando for ao supermercado fazer as compras semanais ou mensais, leve uma lista detalhada das coisas que precisa…e limite-se a comprar apenas aquilo que está escrito! Assim será mais fácil manter-se dentro do seu orçamento, não gastando desnecessariamente. Para além disso, vá com tempo para poder comparar todos os preços disponíveis; e experimente as “marcas brancas”, que oferecem produtos tão bons ou ainda melhores que os das marcas conceituadas.

 

  • Não compre água engarrafada, adquirindo antes um filtro de água em jarra (ex: Brita) ou para aplicar à torneira. Vai recuperar o investimento inicial rapidamente e, a partir daí, é só poupar!

 

  • Diga não aos sacos plásticos que hoje em dia têm se ser comprados em grande parte dos supermercados. Tenha sempre consigo alguns sacos suplentes ou então adquira sacos de compras em tecido que possam ser reutilizados vezes sem conta! Em vez de comprar sacos próprios para o lixo e para a reciclagem, utilize aqueles que já não cabem na gaveta da cozinha!

 

  • Na farmácia, sempre que possível escolha medicamentos genéricos – a diferença de preços entre estes e os medicamentos tradicionais podem atingir valores astronómicos… e os produtos são idênticos!

 

  • Reduza as despesas mensais fixas: será que precisa de tantos canais de televisão? Quantos é que realmente vê? Ponha em prática estas dicas de como poupar água e electricidade.

 

  • Em vez de ter um telefone fixo e dois telemóveis, opte por ter apenas um meio de comunicação: se pensarmos que há 10 ou 15 anos atrás era assim e todos sobreviviam, porque não há-de ser funcional hoje? Ah, e aproveite para fazer as suas chamadas nos horários económicos!

 

  • Gosta de ler, ouvir música ou ver filmes e gasta fortunas em livros, CDs e DVDs? Volte a ser cliente frequente da biblioteca ou então peça livros emprestados aos amigos e familiares. Pode fazer o mesmo com os CDs e DVDs.

 

  • Deixe o carro em casa. Tem várias outras opções à escolha – carpooling (combine com os colegas do escritório e cada semana apenas um leva carro e dá boleia aos restantes), vá de transportes públicos, a pé ou de bicicleta! Livre-se das filas de trânsito e das voltinhas e mais voltinhas à procura de estacionamento!

 

  • Aproveite os saldos para comprar roupa para o ano seguinte e não só. Muitas vezes, encontrará restos de colecção do Outono/Inverno nos saldos de Verão e vice-versa, mas dá-lhes pouca atenção porque afinal está calor! Passe a procurar esses artigos e prepare-se para os meses frios a metade do preço! Ou se quiser dar uma lufada de ar fresco ao seu guarda-roupa, troque vestuário que já não veste ou que já não aprecia com o seu irmão ou melhor amiga e vice-versa. Terá roupa nova sem gastar um único cêntimo!

 

  • É daquelas pessoas que está inscrita no ginásio há um ano e se aproveitou um mês foi muito?! Já pensou que existem inúmeras formas de praticar exercício físico de forma mais barata ou até gratuita? Caminhar, correr ou andar de bicicleta são apenas alguns exemplos. Quer experimentar ioga ou Pilates? Compre um DVD e passe o ginásio para dentro da sua casa! Existem ainda ginásios online, que lhe permitem fazer diversas aulas por mês, no conforto da sua casa, por apenas €10!

 

  • Aproveite as ofertas culturais gratuitas que proliferam um pouco por toda a parte. Esteja sempre atento à sua agenda cultural e desfrute de concertos ao ar livre, palestras e workshops na biblioteca municipal, teatro infantil no centro comercial ou sessões de contos na associação do seu bairro. Aproveite a manhã de domingo para visitar os museus locais, as entradas são grátis! Se a sua grande paixão é a sétima arte, não deixe de ir ao cinema, vá no dia da semana em que os bilhetes custam metade do preço!

 

  • Estipule um valor mensal para pôr de lado e faça-o! Seja numa conta poupança ou numa caixa escondida debaixo da cama, o importante é não fugir ao hábito! Se não tiver margem de manobra para uma poupança mensal, compre um mealheiro e, no final do dia, coloque lá todas as moedas que tiver nos bolsos e/ou na carteira. Ficará cheio em pouco tempo e com uma quantidade muito interessante!

 

  • Elimine todos os seus cartões de crédito, são uma tentação pura para as compras, muitas vezes impulsivas e supérfluas! Se a ideia de não ter um único cartão de crédito o deixa em estado de pânico, mantenha apenas um… para situações de emergência!

 

  • Eu sei, está a pensar: “também não me posso privar de tudo aquilo que gosto!”. É verdade, mas antes de comprar mais um par de botas de €100 pense: “preciso mesmo disto?” e pondere a decisão durante, pelo menos, 24 horas. Se mesmo assim a resposta for “sim”, então compre-as, mas coloque de parte ou na sua conta poupança o valor equivalente, ou seja, €100!

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas do Blog:

publicado às 22:42


As aulas da FOS #7 - Português

por FOS, em 21.03.14

Nas aulas de Português da FOS as alunas aprendem a ler e a escrever, um conhecimento que não lhes foi possível adquirir mais cedo.

 

O ensino deste tipo de conteúdos vem de encontro ao cariz social da Associação Essência da Partilha, que promove assim o aumento da taxa de alfabetização dos cidadãos do Concelho.

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas do Blog:

publicado às 11:19

A Formação Ocupacional de Seniores vai chegar já em Abril à Praia do Ribatejo!

 

Se tem mais de 55 anos, venha ocupar o seu tempo de forma útil em várias disciplinas.

 

Descubra mais dia 4 de Abril na Escola C+S.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:30

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:25

A FOS vai promover a Iª Edição do Dia do Aluno Sénior, no dia 5 de Abril, em Vila Nova da Barquinha. Será um dia dedicado aos alunos seniores de várias Universidades do Distrito de Santarém. 

 

Deixamos abaixo o programa deste dia. 

 

Todos os nossos alunos estão convidados! Inscreva-se já!

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:58


Dica alimentar #2

por FOS, em 19.03.14

 

Esta dica foi elaborada pela formadora Filipa Simas, da disciplina de Escolhas Alimentares

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas do Blog:

publicado às 09:06


Dica Mensal de Segurança #2

por FOS, em 17.03.14

 

No seguimento do artigo sobre o tema da Prevenção de acidentes no espaço da cozinha, divulgado mês passado, vamos continuar centrados neste espaço e nas atividades e equipamento utilizados, mas procuramos agora olhar para os riscos próprios da utilização dos equipamentos que são considerados mais perigosos, devido aos acidentes que provocam.

A utilização destes equipamentos compreende determinados riscos geralmente devido à falta de manutenção ou utilização inadequada dos mesmos

Quais são os riscos mais críticos a que estou exposto quando utilizo os eletrodomésticos?

Merecem referência os seguintes riscos:

  • Risco de queimadura provocada por contacto com superfícies com temperaturas extremas (fogão, forno ou manuseamento de produtos congelados);
  • Risco de contato com a corrente elétrica devido à falta de proteção dos fios elétricos ou incorreta ligação dos equipamentos à corrente (fios descarnados, ligação à corrente com as mãos molhadas e instalações elétricas sem fio terra ou desprotegidas);
  • Risco de incêndio e explosão resultantes da utilização dos aparelhos, curto-circuitos ou fugas de gás (no sistema de fornecimento, sobrecarga das tomadas e mau funcionamento ou inadequada utilização dos equipamentos);
  • Risco de asfixia em consequência da falta de ventilação e/ou inadequado escoamento de gases tóxicos (monóxido de carbono libertado pelo esquentador, fogão a gaz/lenha);

 

 

 

Como posso prevenir ou proteger-me destes riscos quando utilizo um eletrodoméstico?

Dicas Gerais:

  • Leia sempre o manual de instruções antes de utilizar o eletrodoméstico pela primeira vez;
  • Verifique periodicamente os sistemas de abastecimento de energia e combustível, bem como, as ligações aos equipamentos para detetar eventuais defeitos e condições perigosas;
  • Verifique se o eletrodoméstico que está a utilizar é o mais adequado para as suas necessidades e situação em concreto;
  • Os eletrodomésticos que envolvam riscos para os utilizadores devido às suas características e funcionamento, não devem ser utilizados por pessoas com capacidades físicas, sensoriais ou mentais reduzidas ou sem conhecimento ou experiencia, salvo se supervisionados por uma pessoa responsável pela sua segurança. 
  • Verifique o estado de funcionamento dos comandos do fogão, ensine e afaste as crianças dos comandos e no caso de pessoas com idade avançada que apresentem dificuldades cognitivas e funcionais substitua o equipamento a gás por outro mais seguro.
  • Coloque as garrafas de gás num espaço exterior à cozinha (abrigado e com ventilação) na posição vertical e devidamente fixadas.
  • Mantenha uma ventilação adequada junto aos aparelhos que são alimentados a gás e esteja atento aos sinais de maior condensação de água que o habitual, cheiros que permanecem com o tempo e a saúde das plantas existentes neste espaço.
  • Para verificar a estanquicidade das mangueiras de passagem de gás e das ligações espalhe água com sabão nas suas superfícies, se formar qualquer bolha de ar, chame um técnico;
  • Não coloque materiais combustíveis perto do fogão (cortinas, panos, e dispensadores de papel) porque estes podem pegar fogo e propagar rapidamente a todo o compartimento.
  • Mantenha o sistema de extração sempre limpo de gorduras e substitua os filtros com regularidade (chaminé ou extrator) porque esta ação evita a propagação rápida do fogo.
  • No caso dos fogões que funcionam a eletricidade, nunca ligue outro equipamento elétrico à tomada que fornece energia ao equipamento.
  • Não utilize um aparelho se o cabo de ligação apresentar sinais de detioração ou aquecimento durante a sua utilização.
  • Seque sempre bem as mãos antes de ligar ou desligar um aparelho elétrico à corrente.
  • Desligue sempre o fogão quando tiver de se ausentar da cozinha por um período de tempo indeterminado como, atender o telefone, falar com vizinhos, atender a campainha, realizar outra tarefa noutro compartimento da habitação.
  • Na confeção dos alimentos ou aquecimento de líquidos utilize sempre recipientes de diâmetro igual à chama ou na impossibilidade, de diâmetro superior, coloque os recipientes com a base bem assente na superfície de apoio e com as pegas voltadas para o interior do fogão.

 

  • Enquanto aquece líquidos mantenha os recipientes fechados (poupança de energia), para observar o conteúdo levante o testo devagar primeiro do lado oposto à sua posição de forma a evitar queimaduras provocadas por vapor.
  • A confeção de alimentos com recurso óleos e outras gorduras deve ser atentamente vigida, por forma a evitar o aquecimento excessivo do óleo e a projeção de salpicos de gordura aquando da colocação dos alimentos nos recipientes para cozinhar.
  • Use luvas térmicas/pegas sempre que tiver de se aproximar de espaços com temperaturas extremas ou tocar em superfícies muito quentes.
  • Depois de ter sido apagado o fogo, os queimadores, as grelhas e as panelas (vários recipientes) mantêm-se quentes durante muito tempo, por isso, estas devem ser colocadas nas posições mais interiores do fogão por serem de mais difícil acesso e mais seguras.
  • Tenha sempre à mão um extintor adequado à sua cozinha (tamanho e tipo agente extintor) para utilizar em caso de emergência.

 

Esta dica foi elaborada pelo formador António Ribeiro, da disciplina de Segurança e Prevenção

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas do Blog:

publicado às 11:26

footer

As publicações desta página são da inteira responsabilidade e autoria da FOS - Essência da Partilha - excepto quando referido o contrário. Não está autorizada a partilha de qualquer conteúdo, sem informação e autorização prévia por parte dos autores do Blog.

Pág. 1/2



Contactos

Encontre abaixo os nossos contactos:

E-MAIL

formacao.ocupacional.seniores@gmail.com

TELEFONE

969 192 186 | 916 676 466 | 249 726 596 Vânia (Coordenadora FOS): 912 993 415

MORADA

Escola Primária do Cardal | Rua Miguel Torga, s/n - Cardal | 2260-517 Vila Nova da Barquinha

RUTIS

A FOS é membro da RUTIS desde 2013. Saiba mais sobre a RUTIS aqui: http://www.rutis.pt/


Deixe-nos uma mensagem

calendário

Março 2014

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031

Pesquisar

Pesquisar no Blog